Resenha - Não se apega, não, Isabela Freitas


Vou começar com uma verdade: não sou muito fã de livros nacionais. Fiquei meio pra lá, meio pra cá de começar a ler este livro porque geralmente, os livros nacionais que eu leio - com exceção dos clássicos da literatura -, são extremamente "americanizados", se não entenderam, o que eu quis dizer, é que parecem seguir o modelo dos livros estrangeiros: mesma forma de escrever, expressões, enfim.

E lá vai outra verdade: me surpreendi com este livro. Simplesmente delicioso de ler, e não, não é nada como os outros livros nacionais que eu já li e fiquei meio que com raiva por não enxergar nossa cultura neles. O livro conta a história da própria autora, e de como a mesma conseguiu "desapegar" de coisas que não valiam tanto à pena, quanto ela achava que valia.



Entre o fim de um namoro de 2 anos, um primo que só pensa em outras coisas com ela, amigos que na realidade não passam de lobos em pele de carneiro, Isabela se vê na obrigação de desapegar de tudo isso e encontrar o amor próprio, a auto estima esquecida, e conseguir ser feliz sozinha. Isabela usa um tipo de linguagem mais informal, fazendo com que fiquemos mais íntimos dela e de todas as situações já acontecidas no filme de sua vida. Eu não o encaixaria na categoria de auto-ajuda, mas parece ser muito isso mesmo. Me ajudou bastante a colocar algumas ideias no lugar e a perceber que não precisamos de ninguém nem de nada que só nos traga dor de cabeça. 

O livro, como já mencionei, é delicioso de ler: engraçado, triste em algumas partes, mas nos faz abrir os olhos pro que realmente importa: nós mesmos. Leiam! Eu recomendo demais este livro! Se você já leu me diga o que achou! :*




Título original: Não se apega, não.
Autor: Isabela Freitas.
Editora: Intrínseca.
Número de páginas: 256.
Classificação: 



Kênnia Lira.

 

23 comentários

  1. Faz tempo que tenho vontade de ler esse livro. Também fico "com um pé atrás" quando me deparo com um livro nacional. Já li alguns bem fraquinhos...

    Adorei o blog! Estou seguindo.

    Ficarei feliz com uma visita sua ao meu blog!
    www.meuslivrosesonhos.blogspot.com.br

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita gente que conheço fica assim por não encontrar tanto "brasileirismo". Mas leia, garanto que vai gostar! Obrigada! :*

      Excluir
  2. Olá, Kennia.
    Confesso que Não se apega, não. Não me chama muito atenção. Eita rimou rsrs.
    Mas achei peculiar sua opinião, e mesmo sendo um livro totalmente focado para o público feminino, diante de sia opinião tão positiva sobre a obra, quem sabe futuramente dou uma chance ao mesmo. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Leia, é bom que assim, você pode ter outra visão do nosso mundo rsrs
      beijos! :*

      Excluir
  3. Olá, Kennia!

    Desde o lançamento da obra, estou louco para adquiri-la. Cogitei inúmeras vezes pedir de parceria com a Intrínseca, mas sempre acabam lançando um que chama mais ainda minha atenção e essa acaba ficando em segundo plano. Enfim, espero poder adquirir logo o meu exemplar e poder te contar a minha opinião sobre ele!

    Beijoca,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero também! E quero saber mesmo viu? Beijos!

      Excluir
  4. Oi Kennia, tudo bem? Que pena que não gosta muito dos livros nacionais, concordo que alguns são mesmo americanizados e isso me dá um pouco de raiva, mas tem alguns realmente muito bons. Enfim, cada um sabe o que prefere. Mas que bom que esse te surpreendeu. Ainda não li, mas já li resenhas excelentes dele, e é super importante desapegar das coisas, principalmente das que não nos fazem bem. Além disso, já tive a oportunidade de ver algumas fotos do interior do livro e ele é lindo!!

    Adorei sua resenha!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo! É um livro que te prende por N motivos, e os interior é um deles. :D
      Beijos!

      Excluir
  5. Oi, Kennia. Uma amiga também falou bem do livro, mas eu ainda torço o nariz pra ele. Ouvi opiniões de pessoas com o gosto próximo ao meu que falaram mal, e eu tenho medo de perder tempo nessa leitura.
    Ao contrário de vc, amo a literatura nacional de qualidade, se vc procurar vai ver que tem vários autores bons, que escrevem sobre a nossa terra.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou procurar mais a fundo! Bjs e obrigada pelo comentário! :*

      Excluir
  6. Nossa, eu já li muitos nacionais, claro que já me deparei com essa questão dos americanizados, mas foi a minoria, viu? Tem muita coisa fantástica por aí, é só procurar. :) mas que bom que esse livro te surpreendeu, te confesso que apesar da resenha positiva ele não me atrai, talvez pelo quê de auto-ajuda, mesmo que a garota tenha um objetivo legal, recuperar a auto-estima e o amor próprio. Beijo. Ju - Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já procurei flor, e como citei, apenas AMO os clássicos! Mas claro, isto é a opinião de cada um! Me recomende um que você tenha amado! :D :*

      Excluir
  7. Olá

    Te entendo em vários aspectos de achar os livros nacionais americanizados. Já li vários assim e me incomodaram bastante principalmente porque eu detesto certas expressões entre outras coisas da literatura norte-americana. No mais, apesar de você ter se surpreendido e achado um livro bacana e gostoso de ler não me interessei muito por ele, não faz meu estilo.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo! Obrigada pelo comentário! :*

      Excluir
  8. Ola Diogo estou lendo esse livro também é uma leitora gostosa e flui bem fácil , enquanto lemos parece que ela está tendo uma conversa de amigas com você. Estou adorando a leitura. abraços

    ResponderExcluir
  9. Oi Kenia, tudo bem?

    Sinceramente, esse livro não me chama a atenção. Com certeza o amor próprio é muito importante. Mas a gente sempre passa por desilusões amorosas ou com amigos, faz parte. Por isso que não vejo o que de diferente o livro poderia me dizer, sabe? Mas, claro, isso é só a minha opinião =)

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha xará de apelido! hahaha, o que achei de melhor, e que são situações reais, e ela mostra o que tirou de aprendizado em cada coisa. Obrigada pela visita! :*

      Excluir
  10. Não é exatamente o tipo de livro que gosto de ler. Minha tendencia, ao procurar um livro, é ir para o lado mais do imaginário, exatamente para tentar sair um pouco da realidade. Mas, gosto de livros que nos faz refletir, o que foi o seu caso. É sempre interessante ver essas histórias, pois, de um jeito ou de outro acabamos fazendo um paralelo entre o livro e nossa vida. Livros com temas de superação é bom por isso, tem sempre alguém passando por alguma situação parecida. Que bom que aproveitou a leitura.

    Beijos,
    Bell

    http://contosdoguerreiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aproveitei sim! Obrigada pelo comentário! :*

      Excluir
  11. Eu diria que o livro é de auto ajuda sim, mas a mistura dele com a ficção deixa o texto leve e bem divertido de ler. Me divertir bastante e até me identifiquei com algumas partes. Não achei nenhuma parte triste, mas de fato nos leva a pensar em algumas questões.

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A parte triste a qual me referi, foi quando a amiga dela faleceu. Beijos! :*

      Excluir
  12. Eu acho a história do livro bem interessante, mas não queria ler porque meio que tenho um preconceito com a autora, desde que ela se envolveu naquela polêmica ao falar mal de professores. Sempre fico com o pé atrás de ler algo dela. KKKKKKKKKKKKKKKK. Mas só tenho visto ótimas recomendações sobre o livro.

    Beijos,

    Lendo & Esmaltando

    ResponderExcluir
  13. Eu fiquei muito surpresa com esse livro! Eu não teria nem dado atenção se minha amiga não tivesse me emprestado numa tarde tediosa. É leve, objetivo e recomendado para todos! - Dude.

    Vejam nossa resenha e comentem. ♥
    http://despencandoestrelas.blogspot.com.br/2014/09/resenha-nao-se-apega-nao.html

    ResponderExcluir